Château de Chambord, palco do desfile da marca francesa CÉLINE

Chambord tem o prazer de dar as boas-vindas à Céline para a apresentação da coleção masculina outono-inverno 2021 desenhada pelo seu diretor artístico Hedi Slimane.

Em 2019, foi celebrado o 500º aniversário de um monumento que ainda desperta admiração e fascínio em todo o mundo. Colocado na primeira lista de Monumentos Históricos da França em 1840, Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1981, Chambord é um dos edifícios mais surpreendentes do Renascimento.

Longe de ser um palácio residencial ou mesmo um pavilhão de caça, Chambord representa uma verdadeira utopia: é uma brilhante obra de arte que não acabou de revelar todos os seus segredos. Utopia foi a palavra de ordem dos 500 anos e o próprio espírito do Renascimento. Em Chambord, o turista descobre um lugar ideal, feito de harmonia e modernidade, assim como a cada ano, novos empreendimentos e projetos são apresentados aos visitantes e uma rica programação de eventos culturais, em especial nas temporadas.

E foi neste monumento que a famosa grife CELINE resolveu se utilizar dos muros do castelo para realizar recentemente um desfile de sua grife para Homens.

Em mãos com a bandeira de Celine Homme, um jovem cavaleiro galopa em seu garanhão preto em direção ao Château de Chambord, seguido por um pelotão de outros cavaleiros em cavalos de batalha brancos. Nos fantásticos telhados com torres, ergue-se um solitário principezinho loiro, envolto melancolicamente em uma capa preta e uma blusa renascentista branca de gola alta com babados. E assim começa o desenrolar dramático do “Poema do Cavaleiro Adolescente” de Hedi Slimane, seu chamado “Nouveau Romantique” para o espírito adolescente de 2021.

O castelo então idealizado e construido pelo cavaleiro o rei François I no século 16, monumento envolto na história do Renascimento francês, torna-se palco de um dos mais surpreendentes destiles nos últimos meses.

O que visitar em Chambord ?

Chambord oferece tantos lugares para conhecer e admirar – escadarias, galerias, terraços, grandes e pequenas salas, todos eles são convites para relaxar e curtir você mesmo.

Aproximadamente 70 salas são abertas para os visitantes, com ou sem um guia. Para dar aos visitantes uma visão geral dos principais eventos da história de Chambord e seus recursos arquitetônicos fundamentais, há um filme de 18 minutos, traduzido para 4 idiomas (inglês e espanhol entre outros), que é exibido continuamente em uma das salas do andar térreo. Os guias com áudio estão disponíveis em 12 idiomas (português, inglês e espanhol, entre outros) para adultos e crianças. Também é possível conhecer o castelo com Tablet explicativo (você aponta o audio-tablet para o cômodo e logo aparece a imagem com o descritivo daquele ambiente como  na época em que era utilizado).

Mas e quem é CELINE ?

Celine é uma marca de luxo de origem francesa com grande leque de acessórios femininos com destaque especial para a produção roupas e as aclamadas bolsas Celine que são consideradas por especialistas atemporais: ideais para serem usadas em qualquer ocasião.

Pode-se dizer que hoje, Céline é uma marca de luxo e que é a tendência. Trata-se de uma das grandes marcas no segmento de alto luxo que vem chamando a atenção de muitas pessoas.

Através de coleções sofisticadas, com detalhes perfeitos e acabamentos inigualáveis, a grife cria todo um estilo minimalista e contemporâneo, transformando a marca em uma das favoritas do público e, principalmente da crítica moderna. Já é possível ver suas peças desfilando por aí nos corpos de Alessandra Ambrósio, Olivia Palermo, Miranda Kerr, Gwyneth Paltrow e Rihanna.

O começo de uma história de sucesso

O começo da história da marca diz muito sobre ela. A Céline nasceu em 1945, quando Céline Vipiana com a ajuda de seu marido, Richard, resolveram fundar uma pequenina grife que, no começou fazia apenas a produção de sapatos infantis feitos sob medida por encomenda.

A primeira loja da grife fora aberta na Rua Malte. O estilo trazido pelo jovem casal era notório: a perfeita combinação entre o clássico e o luxo. Assim sendo, com o passar dos anos, depois de ter conseguido abrir mais três lojas e ver a sua marca espalhada pelos pés dos jovens daquela época, incluindo no seu rol de clientes o príncipe Albert e a princesa Caroline de Mônaco, a Céline passou a ganhar a preferência, principalmente pós o período de guerra, onde se tornou realmente famosa.

A diversificação da CELINE, em 1959

Neste momento, a grife já estava bastante consolidada dentro do segmento infantil, proporcionando as pessoas calçados exclusivos e de alta qualidade. Assim sendo, em 1959, passou por um processo de diversificação de seus produtos. A partir deste ponto, passou a criar e comercializar sapatos femininos (em especial os famosos mocassins, que foram um verdadeiro sucesso para aquela época).

O lançamento do seu primeiro perfume

Pouco tempo depois, em 1964, Céline lançou seu primeiro perfume feminino, o Vent Fou. Em 1966, começou a fabricação e distribuição de uma linha de acessórios muito elegante, como lanços, chapéus, bolsas e luvas! Em 1967, apresentou para o mundo uma coleção de roupas femininas no estilo prêt-à-porter, que vinha com as linhas clássicas, atemporais, mas que não deixavam a desejar em nada no quesito de sofisticação e elegância.

Nesta época, a marca Céline tinha como clientela senhoras de fino trato e que compunham a alta sociedade dos bairros mais tradicionais de Paris. Para tanto, o slogan da marca neste período da história era “Moda para todos”, muito embora seus preços não fossem acessíveis e portanto, não conseguia, de fato, atingir a todos os públicos.

Céline ganhando reconhecimento no mercado

Mesmo ainda pequena se comparada as grandes Maisons, em 1969 a marca conseguiu um grande feito: estava estampada na revista Vogue. A partir desse momento, ela saia, definitivamente do anonimato e passava a conhecer e ser reconhecida pelo mundo à fora! Nos anos 70, lançou uma coleção esportiva chique, que ganhou as francesas como ninguém!

Tanto é que em 1973, ela passou a comercializar seus produtos dentro de lojas de departamento, como a Bloomingdale’s. Em 1976, começou o processo de expansão da marca também para o mercado exterior.

A aquisição pela LVMH

Nós sabemos que uma marca que começa a despertar o interesse das pessoas no seguimento de luxo, logo passa a ser alvo de investidores que desejam transformá-la num capital poderoso.

Foi assim que em 1987, aconteceu a aquisição da marca pelo grupo LVMH (Louis Vuitton Moët Hennessy). Antes disso, pela bagatela de US$ 535 milhões, em 1987, a marca fora de Bernard Arnault. A partir desse momento, começa uma noja trajetória traçada para a Céline. Os planos de expansão e de criação eram enormes e apenas contribuíam mais ainda para a criação de uma marca forte e renomada no mercado.

Novos rumos para a Céline

Com a aquisição pelo maior aglomerado de marcas do mundo, a Céline passou a expandir sua linha de acessórios. Em 1997, lançou pela primeira vez uma coleção de relógios. Vipiana esteve sob o comando criativo da marca durante esse processo.

Com o passar do tempo, a Céline começou a tomar proporções gigantes e ganhou muito mais destaque no cenário quando o estilista Michael Kors passou a fazer parte do grupo, no comando da direção criativa da marca. A partir desse momento, Michael passou a fazer lançamentos que foram aclamados pela crítica de forma unânime, levando a marca para um outro nível.

Em 2004, Michael deixa o cargo e então Roberto Menechetti e a Ivana Omazic passaram a assumir a criação das novas coleções, que embora tivessem conteúdo, não foram grandes sucesso. Durante o período, lançou-se a primeira linha de coleção de óculos (2001) e também uma segunda linha de acessórios e roupas, que recebeu o nome delicado de Miss Céline, no ano de 2005.

A Céline pelo mundo

Hoje em dia, a Céline consegue comercializar roupas, calçados, bolsas e acessórios que estão espalhados numa rede exclusiva composta por mais de 100 lojas, incluindo, inclusive, os pontos de venda nas mais sofisticadas lojas de departamento que há pelo mundo!

Também é possível que você encontre a Céline em mais de 75 países diferentes, com destaque e presença especial no mercado Asiático (principalmente na China e no Japão) e também no Oriente Médio, onde sua preferência e seu mercado consumidor é fortíssimo!

Na principal semana de moda que acontece em Paris, a marca vem conquistando cada vez mais e mais espaço, justamente por trazer às passarelas o que todas as consumidoras querem ver: luxo, glamour e novidade!

Curiosidades sobre a marca Céline

Como você pode notar, estamos falando de uma marca presente no dia a dia de muitas mulheres, principalmente naquelas mulheres modernas, decididas e que acompanham os últimos acontecimentos.

Os produtos Céline são atemporais e cabem perfeitamente na mala de qualquer uma! São práticos, bonitos e ainda que tenham passados várias temporadas, são produtos que ainda estarão na moda. Contudo, existem algumas curiosidades sobre a marca que talvez vocês não saibam (mas a gente conta tudo o que você precisa saber)!

Em 1971, deu-se origem ao famoso monograma com a letra C, de Céline. Ele fora utilizado como estampa em suas bolsas durante longos anos, tornando-se um clássico referencial da marca.

A Céline é uma das marcas que mais tem influência e tradição no seguimento de trabalho com o couro. O uso desse material é bastante recorrente em suas coleções e está profundamente enraizado na história e na cultura da marca, desde que ela fora lançada, lá em 1945.

Celebridades do mundo todo têm aderido seu estilo, principalmente no quesito bolsa. Práticas e versáteis, o ponto positivo da sua coleção é que são bolsas feitas para durarem, devido ao material elaborado e também são atemporais.

Fonte: Château de Chambord / CELINE

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 4 =