De Luxemburgo direto para Epernay, Hotel Première Classe

Antes de embarcar nesta aventura não poderia deixar de mencionar as exposições que acontecem pertinho do Hotel onde estive hospedado em Paris. No Musée du Luxembourg acontece de 9 de março a 10 de julho a Exposição de Chefs-D’Oeuvre de Budapest (Curer, Greco, Tiepolo, Manet, Rippl-Rónai, entre outros). O endereço é 19, rue de Vaugirard. Se estiver por lá, dá uma passadinha. Ali no Jardins de Luxemburgo, nos domingos de junho e julho acontece também concertos de Chopin ao ar livre. Um programa que vale muito a pena com a família. Esses concertos acontecem as 17h00 e os próximos serão os seguintes:

3 de julho – Marek Tomaszewski (piano swing);

10 de julho – Szymon Nehring (piano).

No último dia 25 de junho dei entrada no Hotel Première Classe de Epernay. Estava ansioso para conhecer este hotel. Me disseram que era simples mas bom e bem localizado. A região eu já visitei ano passado, inclusive fiz algumas visitas nas vinícolas e sobretudo na Avenue de Champagne (uma espécie de Avenida da Champagne onde os principais produtores de champanhe da região têm suas fábricas, exposições, e muitas delas abertas ao público para visitação).

IMG_8370[1]

… E o Hotel Première Classe? Sim cheguei. Se você procura luxo, conforto e sofisticação, este não é o seu hotel, nem venha para cá. Trata-se de um hotel de 1 estrela, isso mesmo. Aqui não há secador de cabelo, nem amenities no banheiro. Roupão e chinelos, tampouco há por aqui. O chuveiro não tem cortina, então imagina depois do banho como fica o banheiro: tipo encharcado. O quarto é bem espaçoso, piso amadeirado e frio. A cama é boa, confortável. Tem uma televisão, com canais franceses nada de internacionais. Aqui não há minibar, também não tem telefone no quarto. Se precisar de algo, terá que descer na recepção para pedir. Me lembrei de uma viagem que fiz à um santuário e lá, nem televisão tinha. Aqui também parece muito um hotel de peregrinação. Mas é um hotel bem localizado, dá para ir ao centro à pé e fazer muitas coisas sem necessidade de carro, no centro de Epernay.

IMG_8372[1] IMG_8373[1]

Assim que cheguei tinha pouco tempo para almoçar e então me trocar para o casamento de Marine e Loic. Foi então que desci à recepção com minha camisa em busca de ajuda para desamassar onze horas de voo que nela continham. Para minha surpresa, me deram a taboa de passar e o ferro, para passar a camisa ali mesmo, na recepção do Hotel. E foi ali durante alguns minutos que tive minha primeira experiência com este estabelecimento: passando roupa na recepção. Hóspedes chegando e saindo, e eu ali. Foi no mínimo uma novidade para mim.

O café da manhã custa cinco euros, e pode comer a vontade. Nada de fartura, nem buffet. É simples, mas dá para aguentar até o horário do almoço. Este hotel tem tarifas de quarenta e cinco a oitenta euros. Em geral pode-se hospedar aqui com uma tarifa de cinquenta euros. É relativamente um preço justo para o que oferecem. Vale muito a pena para economia e praticidade, vale experimentar.

O slogan do Hotel já diz tudo: o essencial para uma boa noite de sono.

O atendimento é rápido, eficaz e atencioso. Se você precisar de um atendimento VIP sugiro que fale diretamente com a Diretora de Vendas do Hotel, senhora Christelle SELLIER. Ela é super atenciosa e dá as dicas certas para tudo que se precisa fazer e conhecer na região.

Contato: manager.epernay@premiereclasse.fr 

E para transporte, o ideal é alugar um carro para circular na região e conseguir chegar às vinícolas e visitar o máximo com melhor aproveitamento. Mas se não conseguiu alugar, aqui está um contato de empresa de táxi que utilizei naquele final de semana. Mas atenção, taxi em Epernay custa uma verdadeira fortuna. Tente alugar um carro ou comprar algum tipo de circuito com agencias credenciadas e autorizadas na região. Consulte sempre um agente de viagens.

A´GIL TAXI: 03 26 59 01 44 ou celular 06 08 77 43 20 – www.agiltaxi.fr

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

9 − 2 =