Brasileiros vacinados com Coronavac: enfim podem viajar a França

França atualizou hoje no site do Ministério das Relações Exteriores as exigências para aquisição do Passe Sanitário.

O passe sanitário serve principalmente para as “atividades” museus, parques, centros de comércio, hotéis, restaurantes e permite o acesso na França a certos lugares abertos ao público e é aplicável até 15 de novembro de 2021;

A partir de hoje, pessoas completamente vacinadas no exterior com uma vacina autorizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), mas não possuindo a autorização ou reconhecimento da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), devem receber uma dose adicional de uma vacina de RNA aprovada pela EMA (Pfizer ou Moderna) para poder beneficiar de um passe de saúde.

O esquema de vacinação completo é de 7 dias após a administração desta dose adicional para validar o seu passe de saúde na França.

Os ítens adicionados às exigências então foram:
  • Ser vacinado no exterior com uma vacina autorizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mas não autorizada ou reconhecida pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) e 7 dias após administração de dose complementar de vacina de RNA mensageiro (Pfizer ou Moderna).

Ainda não temos como explicar corretamente se o passe já será válido e se será apenas essa a exigência para entrar no país, ou a carteira nacional do SUS. Traremos novidades em breve.

Significa que vacinas aprovadas pela OMS passam a ser válidas para entrar no país.

Acesse o Decreto no site oficial AQUI.

Fonte: MRE da França

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 − 12 =