Huawei se posiciona com fábrica na região Grand-Est

Na última terça-feira, 26 de janeiro, a planta de produção da Huawei foi oficialmente lançada na presença do Presidente da Região Grand Est, Sr. Claude Sturni, Presidente da Comunidade de Aglomeração de Haguenau, Sra. Catherine Chen, Vice-presidente e membro do Conselho de Administração do Grupo Huawei e do Sr. Jacques Biot, Presidente do Conselho de Administração da Huawei França.

A Huawei European Wireless Factory, que ficará localizada no Brumath Business Park (67), deverá abrir suas portas em 2023. Ela fabricará os principais equipamentos que compõem as estações base sem fio destinadas aos clientes europeus da empresa. É a primeira unidade de produção desse tipo a ser instalada fora da China, uma grande conquista para a Região Grand-Est.

Uma fábrica no coração da Europa

Se a Huawei decidiu se instalar na região de Grand-Est, é para se posicionar no centro de sua rede de abastecimento, o mais próximo possível de seus clientes europeus. Mas as forças francesas, em particular as da região, também foram decisivas: um destino industrial competitivo, apoiado por engenheiros e técnicos altamente qualificados, assim como um ecossistema reconhecido mundialmente pela sua qualidade e pela sua capacidade de inovação e formação.

Uma fábrica francesa

Esta instalação é uma boa notícia para a economia. A Huawei está de fato empenhada em trabalhar com empresas francesas para a concepção e construção desta fábrica, que representa um investimento de 200 milhões de euros, 300 empregos diretos inicialmente e 500 a longo prazo. Muitas áreas de atividade estão envolvidas: engenharia, produção e controle de qualidade, administração, compras, serviços financeiros, serviços de TI, recursos humanos e operações de campo.

Uma fábrica ecológica

Para a construção desta planta, serão utilizados materiais e processos de construção ambientalmente responsáveis. Recursos não recicláveis ​​e não biodegradáveis ​​também serão limitados, e esforços significativos de redução de resíduos serão feitos. Além disso, a Huawei está empenhada em limitar drasticamente o impacto energético desta planta.

Fonte: Região Grand-Est.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − 4 =