O que fazer na Normandia ?

Normandia: Campos verdes e floridos, que tal?

Misturando na mesma terra os prazeres de um litoral excepcional e de um campo verde e florido, a Normandia é uma região privilegiada. Eu sempre que posso dou um pulo por lá. Meu irmão afinal mora na cidade de Rouen (bem pertinho de Paris), então é como se fosse minha segunda casa. 🙂 E o Mont-Saint-Michel,  desde a Idade Média para mim é como uma experiência sublime. Descobrir a abadia e passear na maré baixa , é inesquecível.

Vídeo do Mont-Saint-Michel:

 

Agora, se quer um pouquinho mais da Normandia, que tal descobrir as costas normandas onde as praias de areia finas se alternam com as falésias, hein ! Dá um pulinho então lá em Granville, Deauville, Honfleur , você vai se surpreender.

O que visitar na região?

Turismo cultural: Claude Monet

  • Rouen: Catedral gótica pintada por Claude Monet
  • Giverny: Casa e jardim do pintor Claude Monet

Turismo histórico:

  • O Havre: arquitetura pós-guerra
  • Cidade de Bayeux: terra de história

Por volta de 1070, Odo, bispo de Bayeux (c. 1030-1097) e meio-irmão do duque da Normandia, Guilherme, o Conquistador (c. 1028-1087), encomendou a feitura de um bordado em linho para comemorar a vitória e a conquista normanda da Inglaterra em 1066. Esse bordado, que seria utilizado na festa de consagração de sua catedral, em 1077, ficou conhecido como Tapeçaria de Bayeux (c. 1070-1080).

  • Caen: O Memorial reconta a história da 2ª Guerra Mundial
  • O Haras du Pin: o “Versailles dos Cavalos”. Trata-se de um castelo com um museu que permite descobrir o universo do cavalo (os animais e os diferentes empregos) a traves de um patrimônio excepcional, da arquitetura até as paisagens.
  • Deauville (200 km de Paris e 60 km de Caen): Destino nos finais de semana dos ricos parisienses. Um longo passeio a beira mar, numa calçada inteiramente de madeira, de onde surgiu a expressão “as pranchas”, dois hipódromos para corridas de cavalos, um cassino, hotéis de luxo “Normandy” e “Royal”, datam dos anos 1900-1930. As boutiques de moda são numerosas e para todos os gostos e $$$ bolsos, se é que me entendem.
  • Evento: Festival do filme americano (1ª semana de setembro), um luxo só !
  • Etretat: As falésias de Etretat, situadas nos pias de Caux (215 km de Paris e 30 km do Havre)

Havre, um símbolo da segunda guerra mundial.

No final da Segunda Guerra Mundial, o Havre foi à cidade da França mais destruída (12 500 imóveis destruídos, um porto inutilizado a 95%, e 80 000 desabrigados). Dentro deste contexto, Auguste Perret, foi nomeado arquiteto chefe da reconstrução do Havre. A Escola « Perret » traz um espírito de inovação técnica, com uma vontade afirmada de conforto para todos (belos tetos, portas e janelas mais largas, balcões…).

O que visitar no Havre?

  • O museu Malraux: a coleção constituída por Olivier Senn (1864-1959), do fim do século XIX à Segunda Guerra Mundial, reflete as correntes artísticas da época onde o impressionismo domina.

Encontramos obras como o retrato de Nini Lopez de Auguste Renoir Paysage à Champrosay de Eugène Delacroix. A arquitetura da cidade: a praça da prefeitura, o site do vulcão construído por Oscar Niemeyer, a visita do apartamento « Perret ». Cada pedacinho vai te dar vontade de voltar, pode acreditar.

  • O site do vulcão: Uma sala onde tem shows, espetáculos e teatro que tem a forma de um iogurte.
  • O passeio em frente ao mar.

O que visitar em Rouen ?

  • O Grande relógio: O Gros Horloge (Grande Relógio) da cidade de Rouen, construído em 1389, é dos mais belos monumentos dessa cidade rica em beleza e história. Fica num pavilhão que une duas torres: a do Beffroi (do campanário) e a da Prefeitura. É dos mais antigos relógios públicos em toda a França.
  • A catedral Notre-Dame

O Mont Saint Michel:

O monte Saint-Michel é uma ilhota rochosa na embocadura do Couesnon, onde foi construído um santuário em homenagem ao arcanjo São Miguel. Data da Idade Media e pode-se descobrir a abadia na maré baixa para um lindo passeio, mas hoje já tem uma ponte também, novinha, então dá para ir na alta ou na baixa. 

Gastronomia:

  • Tripas de Caen
  • Chouriço de Vire
  • É também na Normandia, pais dos produtos lácteos, que se encontram mais de 32 variedades de queijos, entre os quais o famoso Camembert.
  • A roda da cidraAo longo das estradas sinuosas, a rota da cidra é um circuito turístico de 40 km que reúne os produtores de cidra A.O.C “Pays d’Auge”. Visualizando as placas de “cru de Cambremer”, os visitantes descobrirão lugares onde a autenticidade e a arte de receber bem são as palavras chave. Nas fazendas, a cidra, maça e calvados, podem ser degustadas, e também é possível visitar as adegas e ver os espremedores. Uma diversidade de passeios são oferecidos, onde os turistas podem descansar pelas veredas e muito mais.

Tópicos para se recordar e lembrar da Normandia:

  • O Mont Saint Michel: abadia e cidades construídas sobre uma ilha rochosa.
  • Uma região com um passado inscrito na paisagem com a Segunda guerra mundial: Caen e o Havre.
  • Claude Monet (Rouen e Giverny)
  • Uma região com arquitetura particular: Rouen
  • A roda da cidra

Aproveite a belíssima região, consulte sempre um agente de viagens ou operador especializado em França.

Vídeo da Normandia:

Fonte:  http://www.normandie-tourisme.fr/

2 Replies to “O que fazer na Normandia ?”

  1. André adorei o seu blog, da muito maneiro!!! Que vc continue fazendo esse trabalho maneiro, trazendo a França para o nosso Dia a dia👍🏻🙏🏻❤

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − sete =