Sindicato das empresas de viagens auxilia com psicólogos seus associados

O sindicato responsável pelas empresas de viagens na França (EdV) está montando dois meios de suporte para apoiar tomadores de decisão e funcionários de empresas associadas nesse período conturbado de pandemia.

No contexto de uma recuperação do Covid-19, Jean-Pierre MAS, do conselho de administração decidiu prestar assistência. A informação foi explicada por Valérie Boned, secretária-geral da associação Empresas de Viagens (EdV, Les Entreprises du Voyage), durante o workshop realizado pela ferramenta Zoom no sindicato, na última terça-feira, 27 de outubro.

“Decidiu-se providenciar atendimento psicológico para dirigentes empresariais e seus funcionários”, após autorização do gerente de negócios, se necessário, disse ela. Um número de telefone específico, permitindo que você seja colocado em contato com um profissional, será disponibilizado.

Suporte para tomada de decisão também será introduzido para líderes empresariais. O objetivo é assessorar os tomadores de decisão o mais rápido possível. Porque é preciso tomar rapidamente “no tumulto atual, uma tonelada de decisões, num contexto que se move muito”.

São ações como estas, rápidas e efetivas que por vezes podem salvar um negócio, uma agência ou um profissional do desespero total. De certo, não é fácil por meses a fio se comportar com naturalidade vendo seu setor de trabalho e renda – o turismo – definhar aos poucos. Enganam-se aqueles que pensam e proclamam que o turismo está de volta ou mais forte ainda, com o nacional. Temos visto, não muito tempo atrás e tampouco longe daqui, as decisões que diversos países na Europa – incluindo a França – que tiveram que tomar frente ao retorno da pandemia: novas ondas estão por vir.

Cuidar não somente das finanças, mas também do mental, do psicológico, tanto de patrões como de seus colaboradores, deveria ser ato principal, e não coadjuvante. Na França então, vemos que algo já está sendo feito à respeito. A pergunta que fica é quando que nossos profissinais serão assistidos verdadeiramente pelo Estado e suas associações de classe, aqui no Brasil ? Uma boa pergunta, não acha?

Uma excelente iniciativa, que só podemos parabenizar e incentivar para que aconteça o mais breve possível aqui também conosco.

A seguir, vídeo da EdV com três associados convidando os franceses a viajar e conhecer os mais de 30 destinos abertos à receber o turista francês ainda em 2020 ou para planejar suas viagens para 2021.

Fontes: L’Echotouristique e EdV.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 1 =